Instituto Friburgo

Histórico da Instituição

Nossa história

A instituição é fruto do trabalho desenvolvido há anos no colégio Friburgo, fundado no ano de 1959 pelo casal Affonso Maurício e Jacy Vívolo, na região do Campo Belo, Zona Sul da capital paulista. Tradicional, o bairro era então conhecido por suas chácaras e pela forte presença de imigrantes alemães. Por causa disso, a nova escola recebeu o nome de Friburgo, uma lembrança das pequenas cidades com autonomia administrativa e decisões coletivas da Alemanha, as Freiburgen.

Aquela era uma época marcada pelo auge de movimentos inovadores na educação na Europa e na América Latina. No Brasil também despontavam iniciativas revolucionárias, como o promissor ensino vocacional. A princípio, o Friburgo foi projetado para ser uma escola com classes pequenas, uma por série, com atendimento personalizado e apenas o ensino Pré-escolar (hoje, Educação Infantil). Mas aos poucos vai se expandindo para o Primário e Secundário (Fundamental e Médio).

Naquele momento, auge da Ditadura Militar, a educadora Maria Nilde Mascellani é convidada para definir o projeto educacional. Na bagagem, ela traz a experiência de ser a principal idealizadora dos ginásios vocacionais e com suas propostas, contribui de maneira decisiva para construir uma proposta pedagógica diferenciada e uma filosofia educacional visionária.

No 1978, o colégio foi assumido por um grupo de educadores da Escola Planalto, liderados pelos professores Ciro Figueiredo, atual Diretor-Geral, Neuza Girardi e Iracy Garcia Rossi. A fusão das duas escolas, que tinham projetos educacionais muito semelhantes, trouxe o Friburgo para seu endereço atual, na Avenida João Dias, 242, na Granja Julieta. Em 1997, incorporamos o Instituto Educacional Jean Piaget, mantenedor da Escola de Educação Infantil Casinha Pequenina, na Rua Barão de Cotegipe, 251.

Com o objetivo de ampliar o projeto educativo, nos últimos anos, temos investido em projetos inovadores e audaciosos. Assim, adquirimos uma área de 400 mil m2 na Serra do Japi, região de Cabreúva, onde estamos implantando uma área de educação e preservação ambiental, a Estação Natureza do Ensino. E, em 2012, abrimos a escola bilíngue Maple Bear, também na Granja Julieta, ofertando um moderno método de ensino infantil.

Como se pode ver, o Friburgo não deixa de inovar. Fora e dentro das salas de aula. Nos últimos anos, fomos pioneiros no debate sobre preservação do meio ambiente, em tempos nos quais Aquecimento Global ainda era coisa de filme de ficção científica. Além disso, ao investir na formação integral da pessoa, com a construção de relações humanas, consciência crítica e competência acadêmica, mostramos que o alvo não é apenas passar no vestibular, mas fazer a diferença na sociedade. Fazer revolução é isso. Na teoria e na prática.

Educação Infantil

A Casinha Pequenina, nossa unidade de Educação Infantil, funciona em um amplo espaço no bairro da Granja Julieta, cercado por muito verde e cheio de árvores, plantas, horta e animais, o que permite às crianças de um ano e meio a seis anos aprenderem numa relação de respeito e cuidado com a natureza.

As Artes Plásticas, Música, Matemática, Ciências Sociais e Naturais, Culinária, Brincadeiras, Alfabetização, Educação Ambiental, Corpo e Movimento e Inglês, fazem parte do dia-a-dia das crianças, num intenso e rico movimento de ensino-aprendizagem, mediado por uma equipe de professores especialmente qualificados.

As atividades curriculares abrangem as áreas de Português, Matemática, História, Geografia e Ciências. Até o 4º ano, o conteúdo curricular é desenvolvido através de um professor polivalente. No 5º ano os alunos são acompanhados por dois professores polivalentes, além dos especialistas em Educação Física, Inglês, Música e Artes Visuais.

Os alunos aprendem pela pesquisa e pela descoberta o significado do fazer. Organizados em grupos atribuem sentido à construção coletiva do conhecimento. Língua estrangeira – Desde 2010 adotou para o Fundamental I o método Systemic Bilingual. Através do conteúdo interdisciplinar, o aluno adquire conhecimentos específicos de outras disciplinas dentro das aulas de inglês, enriquecendo seu vocabulário. Desta forma a língua passa a ser incorporada com naturalidade pelo aluno. No Ensino Fundamental II turma são organizadas por nível de conhecimento do aluno. O curso prioriza a oralidade, a escrita e a interpretação de textos.

Através da pesquisa e da contextualização de conteúdos, os alunos verificam um aprofundamento da aprendizagem, que é sedimentada com projetos interdisciplinares onde são estabelecidas correlações entre as diversas áreas do ensino. As novas disciplinas que o Friburgo agrega acrescentam ao trabalho especificidades da aprendizagem com novos métodos de ensino. As propostas desenvolvidas neste segmento do currículo têm por objetivo instrumentalizar os alunos para a compreensão e interpretação da mídia escrita, televisiva e virtual.
Um espaço curricular com maior ênfase no “aprender a aprender” e “aprender a fazer”. O trabalho pressupõe a escolha e definição de um tema, o levantamento de seus problemas e a busca de soluções. A pesquisa e a organização ganham lugar de destaque, resgatando-se seu sentido genuíno, tão descaracterizado pelos trabalhos escolares. Na maioria das vezes os temas tratados referem-se à preservação do meio ambiente, dando amplitude à educação ambiental.

Vivemos numa sociedade em constante transformação, com tecnologias novas surgindo a cada momento e novos padrões sociais definidos pela globalização. Um mundo completamente diferente daquele do século passado, no qual, profissões novas surgem enquanto as antigas desaparecem. Somado a esse cenário de ebulição latente, acirrada competição e elevadas expectativas pressionam como nunca os jovens em relação a suas escolhas e carreiras profissionais. Por conta de tudo isso, mantemos um moderno e eficiente Programa de Orientação Vocacional.

Esse programa é baseado em três eixos:

  1.  Autoconhecimento;
  2. Realidade Sócio-Profissional;
  3. A decisão social.

Além de acompanhamento personalizado, o aluno ainda participa de palestras, visitas monitoradas, eventos com ex-alunos e do Fórum de Profissões, que conta com debates e oficinas com profissionais de várias áreas e com estandes de algumas das principais universidades brasileiras.

O que nunca perdemos de vista é que a preparação para o mundo do trabalho nunca pode estar separada da preparação para a vida. O sucesso profissional passa pelo ingresso numa boa Instituto, mas começa com a escolha de uma escola que prepare bem o aluno para tamanho desafio. Quem olho para esse futuro não tem dúvida: escolhe Friburgo! Mesmo preparando o estudante para a vida, não descuidamos da preparação para o vestibular e para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

O aluno começa a tomar contato com esses desafios ainda no 9º ano do Ensino Fundamental. A partir do 1º ano do Ensino Médio, passa a fazer simulados e atividades didáticas específicas. Em seguida, recebe acompanhamento e reforço na produção da escrita e leitura, uma vez que a interpretação de texto e a redação respondem por boa parte do peso dos exames. Já no 3º ano, é o momento de participar dos vários módulos de revisão de conteúdo. Todo esse suporte nos últimos anos da escola, permite não somente que as escolhas feitas pelos alunos sejam as mais conscientes e bem fundamentadas, mas também que os resultados sejam os melhores. Não apenas para passar na prova, mas fazendo a diferença por conta da formação durante os anos de curso superior e, posteriormente, em toda a carreira.

Chame no WhatsApp